sábado, 11 de setembro de 2021

Manter o foco

Eu pensei muito se deveria ou não publicar essa cena e acabei decidindo publicar. No entanto, dessa vez, preciso fazer o contrário do que geralmente faço e pedir para que algumas pessoas não leiam. Não é uma cena com a descrição de nenhum evento traumático, mas há dois personagens conversando superficialmente sobre assuntos muitos delicados: automutilação e suicídio.

Minha dúvida se deveria publicar ou não era exatamente por conta do fato de algumas pessoas serem mais sensíveis a certos assuntos. Eu inclusive. Dessa vez vou entender perfeitamente quem decidir ignorar essa postagem e procurar por outra aqui no blog. Imagino que deva haver algo que você ainda não leu.

Para quem resolver ler a cena, volto a reafirmar que não há descrição do que aconteceu. O evento está no passado da personagem que tenta levar a vida e, se possível, se livrar de um hábito prejudicial do qual não se orgulha.

Lembrem-se sempre: o CVV, Centro de Valorização da Vida, presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

Os contatos com o CVV são feitos pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação), pessoalmente (nos mais de 120 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, por chat e e-mail.

sábado, 28 de agosto de 2021

[Top 10] Hábitos na hora de escrever

Uma das coisas que mais gosto de fazer é trocar experiência com quem também escreve. A gente aprende, ensina e se apoia por compreender um pouco de como é essa jornada de tirar ideias da cabeça e colocar no papel. Pensando nisso, hoje eu vim aqui compartilhar um pouco do que eu sigo na minha escrita, tanto na organização quanto no desenvolvimento do texto propriamente dito.

Quero deixar bem claro que são as coisas que eu faço, e não um apanhado de regras ou uma receita para o sucesso (se for isso que você estiver procurando aqui pode esquecer... meus textos são tão ignorados, coitados...). Talvez essa lista seja útil para você, talvez não, e está tudo bem.

Escrita é arte e, em minha opinião, arte deve vir do coração. Não estou aqui falando de mercado ou retorno, apenas da criação pelo puro prazer de tirar uma ideia da cabeça e colocar no papel. Se ainda tenho motivação para continuar escrevendo e publicando, é porque sou uma fotógrafa de pensamentos completamente apaixonada pelo que faço.

Introdução feita, fiquem com meu top 10 hábitos na hora de escrever!

1 - Uso o nome do personagem principal nas pastas para não perder os livros dentro do computador com arquivos de nomes genéricos.

Essa na verdade foi uma sugestão que eu dei para uma pessoa no Twitter e que me inspirou a escrever a lista. É algo que eu sempre fiz e facilita muito minha vida para trabalhar com várias histórias ao mesmo tempo. Todos os arquivos referentes àquela história ficam na pasta com o nome da/o/e personagem principal. Poderia ser uma pasta com o título da história? Claro que poderia, mas quem aqui pensa no título antes dos 45 do segundo tempo? Já tive que atrasar publicação porque não conseguia pensar num título bom o suficiente... hahahaha...

sábado, 14 de agosto de 2021

Primeiro Encontro

Na minha postagem mais recente declarei a vontade de “desenvolver a habilidade para escrever histórias curtas, sem continuação...” então, falhou... *risos*. E antes que eu comece a criar vários enredos para tumultuar minha gaveta com trabalhos que não vou desenvolver, mas se quiser pode, resolvi mudar a estratégia.

Vou criar cenas independentes, usando para isso meus próprios personagens em situações que provavelmente não apareceriam nas histórias principais. Seja por não acrescentar nada na trama, por eu ter viajado demais durante o projeto, por ter passado tempo demais pensando “e se”... enfim. Meus objetivos são desenvolver minha escrita e me divertir, e acho que dessa vez vai funcionar.

Como usarei personagens das minhas histórias autorais e das fanfics, algumas alterações serão feitas principalmente quanto aos nomes, tanto para evitar infringir direitos autorais de terceiros, quanto para evitar spoilers do que ainda não publiquei. Quando for o caso de alguma cena remeter a uma história autoral já finalizada, e não tiver spoiler, deixarei o link dela para quem quiser ler.

Dito isso, vamos à cena e resolvi estrear com uma que eu nunca escrevi, uma desonra para mim, desonra para quem escreve fanfic, uma desonra para sua vaca... Um primeiro encontro básico na Starbucks, porque, quem nunca? Os personagens que vou usar aqui vieram de uma fanfic e algumas horas pensando “e se...”. Bom, esse é o resultado. Espero que gostem e não deixem de comentar!

A conversa dos irmãos fluía animada até que uma das gêmeas percebeu um rapaz loiro dentro da cafeteria olhando fixamente para o trio. Ao invés de ficar incomodada, ela se sentiu impelida a ir falar com ele.

— Ele está olhando pra gente — alegou a jovem sentada à esquerda da irmã gêmea fraterna do lado oposto da mesa onde estava o irmão, um ano mais velho, das duas. — Vou provar.

Zephyrus fingiu que bocejava e o rapaz a três mesas de distância não conseguiu se controlar e imitou o gesto.

quarta-feira, 3 de março de 2021

Chá para dois

É um desejo antigo meu desenvolver a habilidade para escrever histórias curtas. Raramente algo que eu escrevo termina em um só capítulo. Quando comecei com fanfics da série Sherlock Holmes, minha primeira oneshot foi publicada com 2 capítulos! (Quem quiser ler: O melhor pior dia de Molly Hooper). No entanto não desisti e consegui uma oneshot de verdade algum tempo depois! (Leia aqui: Tudo sobre Mary). Inspirada por essa conquista e com a ajuda de um site gerador de enredo aleatório (não quis correr o risco de tentar eu mesma criar a história e acabar com uma série de livros... hahaha...), nasceu esse pequeno conto de um momento da vida de dois personagens. Não há continuação. Sei que a vontade de saber mais sobre o que aconteceu acaba aparecendo, mas por enquanto a narrativa sobre Catarina e João começa e termina nessa postagem.

Chá para dois

Catarina olhou para o livro mágico em suas mãos e ficou preocupada. Não poderia deixar ninguém ler suas páginas. Não que alguém fosse capaz de acreditar nas informações contidas nele, mas era melhor não correr o risco.

A bruxa caminhou até a janela admirando as gotículas de chuva no vidro. Catarina gostava do ambiente rústico e aconchegante daquela rua pavimentada em pedra, mas a loja de reparo de guarda-chuvas e eletrodomésticos em frente à sua casa, quebrava parte do encanto.

Ela sorriu para o idoso parado à entrada quando este olhou para ela. Um sujeito simpático e o único motivo pelo qual ela não odiava por completo aquela fachada repleta de quinquilharias. Era um lugar que encorajava sua tendência de se sentir nostálgica, mas ela prometeu que nunca mais poria os pés na sua antiga vila e pretendia cumprir a promessa.

Então ela viu algo ao longe, ou melhor, alguém. João era um inteligente lobisomem, de braços peludos e dedos finos companheiro da bruxa desde quando tentaram queimá-la viva. Igualmente menosprezando pelos outros habitantes, João se tornara amigo de Catarina no momento em que a bruxa se ofereceu para preparar uma poção do sono evitando que seu lado lobo o dominasse na lua cheia.

O que motivava todo aquele ódio e unia os dois era a falta de motivação de ambos para atacar seres humanos. Catarina e João não queriam negar ou abandonar suas habilidades mágicas, mas tampouco queriam usar aquilo para dominar os não mágicos. Tudo o que queriam era uma vida anônima e tranquila.

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Novos hábitos...

Depois de muito ter vontade de criar o hábito de escrever todo dia, finalmente criei coragem e desde o início do mês estou empenhada nessa missão. Precisei abrir mão de um hábito que estava tomando muito meu tempo e me trazendo pouco prazer em troca Twitter, e espero conseguir chegar até o fim do mês assim!

Claro que sempre fica aquela curiosidade para saber se as pessoas estão sentindo minha falta, mas nem preciso pensar muito para descobrir que a resposta é não. Decepcionada, porém não surpresa. Vida que segue! E mais uma fanfic que logo estará disponível para leitura no meu perfil do Wattpad! Quem quiser adicionar de uma vez é só seguir: https://www.wattpad.com/user/caixadefanfics

Já tem bastante coisa disponível lá!

Espero que vocês gostem! Não deixem de comentar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...